Viajante

Viaja para o centro do teu ser
Esse espaço único onde no total silêncio
Encontras a Voz do Universo

Perceba-te nesse porto-seguro
Onde a escuridão se transforma
Numa dança de luzes e cores

Abra teus olhos para esses seres radiantes
Que há muito tempo te acompanham
Abra teus ouvidos aos sons
Seja o gorjeio de um pássaro
O roçar dos trigais ao vento
O riso de um coração aberto
Ou o canto da natureza
Na celebração das estações

Nesse instante único
Tens a felicidade de descobrir
Que não há morte
Pois em cada instante
Podemos viver
A graça de renascer
Num novo respirar…
Sentir… Pensar… Agir…

E se sentires a dor profunda
De quem se descobre órfão
Perceba que não estás só
No absurdo da entrega à dor
Reencontras o verdadeiro “Pai”
Que te acolhe sem exigências
Envolvendo-te na doçura de um amor
Que te compreende e aceita

Seguindo, lado a lado,
Iluminando teu caminho
Juntos vencem os desafios
Para que nesta vida
Alcances tua sonhada
Terra prometida.

Por: Erica Brandt

Data: 15/04/2010

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

catorze − seis =