No Encontro do Olhar

Quem és tu, quem sou eu?
Eternos viajantes do Oceano,
Que num encontro de olhar,
Descobrem-se sendo o ser que É.

Neste Encontro infinito,
Alma e espírito se entrelaçam,
Envolvidos pelas doces águas
Que emanam dos corações.

Inspira-se e expira-se o mesmo Sopro,
Na dança e no ritmo suave do Amor…
Mãos se tocam, na singeleza do fluxo,
Enquanto lábios se encontram,
Aveludados e úmidos…
Perfumados de aroma celestial…

Num único Olhar, num único Toque…
Num único movimento de corpos luminosos,
Livres do espaço e do tempo,
Céu e Terra se unem,
Celebrando a Plenitude do Encontro.

 

Por: Erica Brandt

Data: 15/04/2010

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + catorze =

Facebook